(REFLEXÃO)

O AMOR NÃO SEJA FINGIDO!

"O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.". (Romanos 12.9-10).

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Filhos Sobrenaturais



A capacidade de procriar-se tem liberado a criatura humana para encher a Terra de forma indisciplinada e sem um mínimo de temor a Deus.
E ainda dizem que todos são filhos de Deus...
O fato é que ninguém vem ao mundo pela vontade de Deus.
Como diz o texto sagrado, muitos são gerados por descuido - nasceram do sangue; outros são gerados pela volúpia sexual - vontade da carne e, ainda outros, são gerados pela vontade dos pais - vontade do homem. João 1.13
Nesses três casos não há qualquer interferência de Deus, muito menos vieram pela Sua vontade.
Pode-se até crer que Ele permite.
Mas dizer "foi Deus quem me deu este bebê" ou que foi da vontade dEle, no mínimo mostra falta de discernimento espiritual bíblico.
Independentemente de religião, se usarmos um pouquinho a inteligência, chegaremos à seguinte conclusão:
Que Deus é Esse que aprovaria geração de crianças à revelia?
Se Ele é Deus Justo, como autorizar o nascimento de um ser fruto de uma injustiça, como a traição?
Como autorizar o nascimento de uma criança fruto de um estupro?
Como autorizar o nascimento fruto da promiscuidade?
E, se Ele não tem a ver com o nascimento de uns, vai ter com os demais?
Conclui-se então que, do ponto de vista racional, ninguém vem ao mundo por interferência Divina, ou pela Sua vontade.
A não ser que Deus fosse um monstro.
A cultura de que todos são filhos de Deus agride frontalmente Sua Palavra. É antibíblico. É satânico.
A Bíblia ensina que Jesus veio para os filhos de Israel em cumprimento às profecias. Mas eles O rejeitaram.
Mas, a todos os que O receberam, deu-lhes o PODER de serem feitos filhos de Deus, a saber, os que creem no Seu Nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, MAS DE DEUS. João 1.11-13
Em outras palavras: filhos de Deus são apenas os nascidos de Deus. Sem nenhuma interferência humana.
Da mesma forma como o Espírito de Deus gerou Jesus, Ele continua gerando Seus filhos.

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

DROGAS NÃO!!

“...A justiça do justo não o livrará no dia da sua transgressão; quanto à perversidade do perverso, não cairá por ela, no dia em que se converter da sua perversidade; nem o justo pela justiça poderá viver no dia em que pecar.

Quando eu disser ao justo que, certamente, viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar iniquidade, não me virão à memória todas as suas justiças, mas na sua iniquidade, que pratica, ele morrerá.

Quando eu também disser ao perverso: Certamente, morrerás; se ele se converter do seu pecado, e fizer juízo e justiça, e restituir esse perverso o penhor, e pagar o furtado, e andar nos estatutos da vida, e não praticar iniquidade, certamente, viverá; não morrerá. De todos os seus pecados que cometeu não se fará memória contra ele; juízo e justiça fez; certamente, viverá.”Ezequiel 33:12-16